Miss Universo Austrália assume bissexualidade após ser descoberta por amigo em aplicativo de namoro

Maria Thattil, a vencedora do Miss Universo Austrália em 2020, revelou ser uma mulher bissexual após um amigo ter notado as configurações de preferência colocadas por ela em seu perfil em um aplicativo de relacionamentos.

Em entrevista ao The Daily Telegraph, a modelo de 28 anos foi bem sincera sobre o assunto e disse que lutou para esconder suas paixões de infância e continua nessa batalha para a aceitação. Maria revelou que preferiu manter sua sexualidade privada por já ter lidado com uma série de sentimentos homofóbicos que giravam em torno de gostar de garotas quando era mais nova. “Eu cresci tendo paixões por garotas na escola e simplesmente invalidei completamente por causa da religião e também porque havia muitos sentimentos homofóbicos na minha escola em torno de ser lésbica, em torno de qualquer coisa além da heteronormatividade”, disse. “Você não tem muita visibilidade bissexual na cultura popular e, portanto, não entende o que é“, completou a modelo.

Já em conversa com a revista Who, Maria relembrou o dia em que um amigo percebeu que ela havia colocado suas preferências sexuais abertas para namoro com homens e mulheres no aplicativo. “Eu tenho aplicativos de namoro e quando defini minhas preferências para masculino e feminino, recebi uma mensagem de um amigo dizendo: ‘Alguém acabou de me enviar uma captura de tela da sua conta e achamos que há alguém por aí fingindo seja você e pescando pessoas.’ Então eu surtei e mudei de volta para ser apenas para homens”, contou a modelo, que depois disso decidiu que era a hora de falar abertamente sobre sua sexualidade.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!