Barrado: Assembleia Legislativa de SP cancela homenagem ao ex-jogador de vôlei Maurício Souza

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) cancelou a homenagem que a deputada estadual Letícia Aguiar (Progressista) concederia na próxima segunda-feira (09/05) ao ex-jogador de vôlei Maurício Souza, acusado de homofobia nas redes sociais.

Segundo o gabinete de Letícia, a decisão foi comunicada pela Mesa após um parecer da Procuradoria da Casa apontar que o Colar de Honra ao Mérito Legislativo do Estado de São Paulo, maior honraria da Alesp, não pode ser concedido em ano de eleição a um pré-candidato declarado. A Procuradoria da Alesp afirma que outras homenagens a pré-candidatos já foram barradas na Casa neste ano por causa do calendário eleitoral. Por meio de nota, a deputada Letícia Aguiar disse que “recebeu com surpresa e indignação ofício da Mesa Diretora da ALESP indeferindo o pedido de disponibilização do Colar de Honra ao Mérito Legislativo para o atleta olímpico Maurício Souza”.

A revisão do parecer aconteceu porque apoiamos o Presidente Bolsonaro. Desesperada após fracasso no 1º de maio, a esquerda ataca em atitude antidemocrática, ditatorial e persecutória: – Isso tudo é medo, porque EU e o Maurício somos bolsonaristas“, afirmou a parlamentar. A deputada disse que enviou ofício ao Presidente da Alesp, Carlão Pignatari (PSDB), lamentando que a 1ª e 2ª Secretaria da Casa tenham voltado atrás da decisão, e solicitando a reavaliação do procedimento. “A concessão da honraria não afeta a igualdade de oportunidades entre candidatos nas eleições, pois, o homenageado, em que pese ser pré-candidato, pretende concorrer pelo Estado de Minas Gerais”, declarou Letícia.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!