Mãe de Paulo Gustavo vai às lágrimas ao mandar recado para pais e mães de pessoas LGBTs

Mãe do humorista Paulo Gustavo, morto em 2021 por complicações decorrentes da Covid, Déa Lúcia, deu uma emocionante entrevista ao podcast “Quem Pode, Pod“, apresentado por Gio Ewbank e Fernanda Paes Leme. Durante a conversa especial sobre o Dia das Mães, Déa não conseguiu conter as lágrimas ao mandar um recado para as mães de pessoas da comunidade LGBTQIA+.

A matriarca falou sobre a dor de perde um filho. “Quando as pessoas me falam que eu tenho força, respondo que não tenho força. Eu tenho fé. A fé é que me ajuda a ficar em pé e no meu trabalho. O meu trabalho não é só no Luciano [Huck, no Domingão com Huck]. Mas o trabalho em casa, o fato de eu ir no mercado. Sou a gestora da minha família, vejo meus netos. Eu sofro, estou aqui falando e rindo, mas sofro“, disse ela. 

Quem disse que a lei natural é o mais velho morrer? Não tem isso, não está escrito isso. É difícil. A maior perda é de uma mãe perder um filho. Mas quem disse que eu teria que ir na frente? Eu gostaria. Se perguntassem para mim: ‘ele ou a senhora?’. Eu, com certeza. Até porque, ele tinha uma alegria de viver. Outro dia eu ouvi uma frase assim: ‘você serviu de escada para o Paulo e agora ele serve de escada para você‘”, desabafou.

Déa aproveitou para deixar um recado para pais que não aceitam seus filhos LGBTs. “Aquelas mães que ainda estão com os seus filhos por perto: ame, protege seus filhos. Não escorracem eles. Vocês não sabem a dor que é a perda de um filho. É muito triste gente“, afirmou ela. “O único recado que eu dou para as mães é esse: abrace os seus filhos, aceite eles como eles são. Ninguém muda ninguém. Não consegue. Isso não existe. Aceita os seus filhos. É gay? É lésbica? É trans? Aceitem os seus filhos. Amem os seus filhos“.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!