Casal gay é expulso de festa por seguranças “por estar aparecendo demais”

casal-gay-expulso-pheeno-capa

A noite de Ano Novo do casal de militantes LGBT’s, David Andrade e Júlio Valcanaia, acabou terminando de uma forma triste durante uma festa de réveillon no Eco Hotel do Lago, em Campo Grande (MS).

David e Júlio foram retirados da festa por seguranças, sob o argumento de “estarem aparecendo demais”. O casal foi chamado atenção primeiro por ter retirado a camisa. “Chegou um determinado horário que o salão estava muito cheio e o ar não estava conseguindo dar conta junto das luzes do palco. Nós tiramos a camiseta e nisso um grupo de cinco, seis pessoas também”, disse David, de 29 anos, ao Campo Grande News.

“Ninguém reclamou. As meninas que estavam próximas da gente vieram dançar, dançamos muito. Aí vieram uns três seguranças pedindo para a gente colocar”, continua. O casal, então, colocou a camisa e passou mais alguns minutos na pista com amigos. Após trocarem um beijo, os seguranças retornaram e, desta vez, pedindo para que eles se retirassem. “Foi carinho normal, nada de língua”, explica.

“‘O dono mandou tirar porque vocês estão aparecendo demais’. Foi isso que ele disse. Eu já tinha colocado a camisa, não estava atrapalhando ninguém. Nós não éramos convidados, nós pagamos para estar lá”, disse o supervisor comercial. Segundo David, juntaram de oito a 10 seguranças ao redor do casal. Nas imagens, todos parecem tranquilos e dialogando. “Porque nós falamos mostramos a carteirinha da OAB do Júlio, que ele é advogado e nós conhecemos de lei”, justifica.

À reportagem, o proprietário do local, Robson Furlan, disse ter pedido para que as camisas fossem vestidas porque se tratava de ambiente familiar. “Um absurdo eles se comportarem assim num evento que não é rave, não é um open air. Eu falei que senão colocassem, os seguranças poderiam retirá-los. Um colocou primeiro e o outro só depois. Era tarde demais, eles já tinham causado transtorno de 10 seguranças em volta deles”, contou. Robson também nega que tenha ocorrido homofobia.

“Não tem nada a ver com homofobia. Eu nem sabia que eles eram gays. Eu tenho amigos gays, funcionários gays. Eles usam deste pretexto para aparecer e causar e isso acontecer. Eles só foram retirados porque não tiveram conduta adequada, até então eu nem sabia que eles eram namorados e isso é indiferente para mim”, argumenta.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 21 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Comentários no Facebook