Damares critica Drauzio Varella por usar termo “pessoa com vagina”

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, usou a sua página no Facebook para criticar o médico Drauzio Varella por usar o termo “pessoa com vagina” nas redes sociais.

“Coloque lá em seu Twitter, doutor Drauzio, a palavra mulher. Respeito as trans, luto para que elas sejam cuidadas com todo carinho e dignidade, mas, por favor doutor, não diga que mulheres são pessoas com vaginas“, escreveu Damares. “Conseguem imaginar o nome do nosso MMFDH mudado para Ministério da Pessoa com Vagina, da Família e dos Direitos Humanos? Reitero meu respeito à comunidade trans, mas quero ser chamada de mulher“, completou.

A postagem a que Damares se referia foi divulgada no último dia 27 nas redes de Drauzio, onde falava sobre a candidíase, uma infecção que pode acometer a vagina. “A candidíase atinge até 75% das pessoas com vagina em alguma fase da vida e, embora haja essa confusão, ela não é sexualmente transmissível (…)“, diz a postagem.

Vale ressaltar que segundo o colunista Guilherme Amado, da revista Época, o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos não gastou um centavo sequer dos R$ 4,5 milhões orçados para a Diretoria de Políticas de Promoção e Defesa dos Direitos LGBT em 2020. Ainda de acordo com a publicação, em 2019, a pasta de Damares Alves usou R$ 111,6 mil de um orçamento de R$ 2,6 milhões — ou seja, 4,3%.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!