Gay é dopado, torturado e tem suástica desenhada no rosto em Minas Gerais: “Na próxima você morre”

Um homem gay de 48 anos foi atacado e torturado por um grupo de quatro rapazes na região metropolitana de Belo Horizonte, na noite desta terça-feira (13/07). Segundo a vítima, que não teve a identidade revelada, os agressores usaram uma seringa para injetar um líquido no pescoço dele, fizeram cortes em seu corpo com uma faca e desenharam uma cruz suástica em seu rosto.

De acordo com o boletim de ocorrência da Polícia Militar (PM), na quinta-feira (08/07) os suspeitos abordaram a vítima no centro da cidade e teriam se incomodado com o fato de ela ser homossexual, chamando o homem de “gordo e porco gay“. Com medo, a vítima se escondeu próximo de uma viatura da PM. Já na terça, dia do ataque, ele foi abordado pelos suspeitos na porta da casa. O homem foi levado para dentro da residência e teve uma substância injetada no pescoço, que o fez desmaiar. Quando acordou, sentiu dores nas costas e viu que havia sangue no chão. Além disso, eles teriam escrito no peito da vítima “na próxima você morre” e desenhado no rosto dele o símbolo nazista. Com a ajuda de vizinhos, o rapaz conseguiu chamar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e a Polícia Militar.

Nós fomos acionados pelo Samu que encontou o homem caído no chão da casa e muito confuso. Os suspeitos fizeram esses cortes nas costas dele, até na região do ânus, parecendo que estavam tentando fazer a cruz suástica. Ele foi levado para a Santa Casa de Misericórdia, onde ficou internado em obervação“, contou o sargento Sandro Rocha ao portal O Tempo. O rapaz também disse à polícia que os criminosos tinham tatuagens pelo corpo, inclusive uma suástica no pescoço, olhos e peles claros. A Polícia Civil instaurou inquérito para investigar o crime. Ainda não se sabe qual a substância foi injetada no homem e nem o paradeiro dos criminosos. 

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!