Jogador Pepê, do Cuiabá, diz que homossexualidade “é pecado” e “leva à condenação”

Jogando pelo Cuiabá desde abril, o atacante Pepê, de 23 anos, foi criticado nas redes sociais após afirmar que a homossexualidade é um “pecado” que “leva à condenação“.

Leva à condenação como qualquer outro pecado se não houver arrependimento“, escreveu o jogador em resposta a um seguidor que o questionou sobre o assunto. “Concordo que Deus é amor, mas a generalização disso nessa geração tem levado muitos ao caminho errado“, continuou. “Amar é falar a verdade! Não julguei, nem condenei, apenas expus conhecimento que o senhor me deu pela Sua palavra, que é a Bíblia, meu manual de fé. A homossexualidade é pecado da mesma forma que adulterar ou até mesmo odiar o seu irmão também é. Pecado é pecado, e ele jamais trará vida“, finalizou.

As declarações de Pepê geraram revolta entre os internautas. As postagens tomaram grande proporção nas redes sociais, com críticas ao teor homofóbico da frase. Com mais de 275 mil seguidores no Instagram, o jogador se define na rede social como “servo por amor e misericórdia do Senhor“. O Cuiabá não se manifestou sobre o assunto.

Confira

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!