Johnny Hooker muda visual e estreia turnê mais emocionante da carreira: Clube da Sofrência

Johnny Hooker nunca parou. Ao contrário, o cantor encerrou a turnê “Estandarte” e na mesma semana iniciou a turnê “Clube da Sofrência” com o visual todo repaginado: cabelos curtos, um blazer sóbrio, lindos sapatos azuis e um repertório escolhido a dedo para homenagear ninguém menos que a eterna Rainha da Sofrência Marília Mendonça.

Em sua estreia, Johnny Hooker deu um show intimista onde mostrou sua interpretação de algumas canções de Marília, tragicamente morta em um acidente de avião em novembro de 2021. Johnny conta como conheceu a cantora, o papo que tiveram sobre fazer um trabalho juntos e mostra a canção que compôs para um dueto com a rainha, mas que infelizmente nunca se concretizou.

O show com quase uma hora e meia ininterruptas contou com alguns de seus hits e diversos outros clássicos da sofrência como “Garçom” de Reginaldo Rossi e “Evidências” de Chitãozinho e Chororó. As canções de Marília Mendonça vem sempre com alguma história e vídeos em que a cantora se mostra fã de Johnny, além de lembranças do momento político em 2018 em que a cantora se posicionou.

Clube da Sofrência comprova a versatilidade do artista, não apenas musicalmente, mas esteticamente, e quem acompanha Hooker desde os tempos de “Roquestar”, sabe que uma coisa nunca muda em seu trabalho: sua potência vocal. Ele leva Marília, Chororó, Rossi e retorna aos seus hits como se não tivesse dado nenhum agudo naquele show antes. Impecável!

E sim, “Infiel” e “De quem é a culpa” estão no repertório. Pode ir tranquilo sofrer, chorar e lembrar daquele amor que deu errado, que Hooker dá conta de lavar sua alma e curar sua dor de cotovelo nesse que, sem dúvida, já é um dos melhores shows de música brasileira de 2023.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!