Direito de resposta a Pedro Henrique Mendes Castilho

O site Pheeno publicou matéria no dia 12 de maio de 2023 relatando que o influenciador Pedro HMC ofereceu proposta de trabalho a drag queens por R$ 50 reais de cachê em troca de visibilidade, vinculada nos stories de sua conta no Instagram, como pode ser visto em sua postagem. Isto posto, Pedro HMC recorre em direito de resposta por acreditar ter sofrido danos. Segue:

“Foi publicada matéria com a seguinte chamada: “Pedro HMC oferece R$ 50 de cachê”, em que o leitor é induzido a desprezar e descredibilizar todo o meu trabalho e também a crer que estava explorando a vulnerabilidade das candidatas drag queens para ganhar visibilidade nas redes sociais.

A matéria – publicada sem eu nunca ter sido ouvido – retirou dos stories do meu perfil no Instagram um breve vídeo em que anunciamos um orçamento enxuto e um cachê de R$ 50,00 (cinquenta reais) – excetuando condução e alimentação – para gravação, durante 1 (uma) hora de um projeto de cenografia em que seriam convidadas de 8 a 10 drag queens inicantes para participarem de uma enquete a qual também se tornaria uma vinheta do canal Põe na Roda.

A partir desta matéria ofensiva, fui extremamente julgado e sem chance de me defender ou falar sobre o assunto, até porque a partir dela diversos compartilhamentos nas redes sociais geraram reiterados comentários de ódio, ameaças e até posturas criminosas, tais como calúnias e difamações. É assustador ver a reação massificada de usuários das redes que expõem as fraquezas alheias, prejulgam-nas e até criam fábulas cheias de moralidades.

Pois bem! Em primeiro lugar, este texto pode ser também entendido como uma retratação, pois não tive a intenção de mexer em uma ferida social, de explorar ou ganhar visibilidade em cima da vulnerabilidade de grupos já vulnerabilizados pela sociedade. Em segundo, há também a intenção de, sucintamente, esclarecer que passei por diversos revezes em minha vida privada o que me levou inclusive a parar com o
canal por quase um ano, mas, apesar disto, busquei forças para reiniciar os projetos suspensos, bem como os movimentos, em sua maioria, relacionados à comunidade LGBTQIAPN+.

Com orçamento enxuto, conseguimos reunir 8 drag queens – que estivessem iniciando – então interessadas em participar da vinheta e se tornar um rosto conhecido dentro do Canal Põe na Roda. Para além disto, como contrapartida, ofertamos também a participação e mídia em outros formatos do canal para aquelas que se interessassem em se juntar ao Põe na Roda. Assim, para preencher as vagas restantes, fiz um rápido vídeo e o lancei em meus storys. Porém, logo, iniciou-se a repercussão.

Ao ser extremamente criticado, ofendido e difamado pelas pessoas, senti-me desmostivado a seguir com o trabalho e o suspendi. As pessoas já aplicadas no projeto, infelizmente, compartilharam comigo o pesar pelo cancelamento. Acontece que me colocar como alguém que “explora” uma comunidade tão
vulnerabilizada significa também desmerecer o árduo trabalho – já com 9 anos de atuação – que tivemos junto ao Canal Põe na Roda com a finalidade de proteger e zelar pelos direitos da comunidade LGBTQIAP+.

A infeliz distorção feita por algumas pessoas não irá deter os diversos temas tratados no canal, que vão desde vídeos politizados, educativos e até conteúdo de humor. Constantemente somos atacados, denegridos, ameaçados, inclusive, ainda enfrento um assédio processual por parte do Siqueira Júnior, demitido após nossa campanha contra falas homofóbicas proferidas em rede nacional. Nosso objetivo sempre será o de atender ao público LGBT+, em especial com o fim de informar, educar e conscientizar. São Paulo, 6 de julho de 2023″.

O Site Pheeno cumpre solicitação de direito de resposta com esta publicação no mesmo site da publicação supracitada.

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!