Travesti é torturada e encontrada morta em porta-malas de carro em Teresina

A travesti Paloma Amaral, de 34 anos, que há três meses encontrava-se abrigada na Casa do Caminho, local que recebe pessoas em situação de rua no Centro da cidade de Teresina – PI, foi espancada até a morte no último domingo (17) com pauladas na cabeça. Paloma já havia sido vítima de violência há dois anos, quando amarrada e torturada dentro de um porta-malas, mas dessa vez aconteceu a fatalidade, ela foi torturada e deixada no porta-malas de um carro encontrada 1 dia depois.

Paloma Amaral estava em acompanhamento psicológico para realizar a mudança de nome social. O crime, que chocou pela sua crueldade e é considerado o terceiro caso registrado de transfobia apenas no último mês na região, conforme informações apuradas pelo Cidadeverde.com, revela um número expressivo levantado pela ANTRA, Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA): em 2022, 131 pessoas trans foram assassinadas no Brasil.

Ainda no ano passado, pelo menos 20 pessoas trans tiraram a própria vida diante da discriminação e do preconceito. Os dados constam no “Dossiê: Assassinatos e violências contra travestis e transexuais brasileiras”. Do total de 151 pessoas trans mortas em 2022, 65% dos casos foram motivados por crimes de ódio, com requinte de crueldade, 72% dos suspeitos não tinham vínculo com a vítima. De acordo com o relatório, a identidade de gênero é um fator determinante para essa violência.

A família de Paloma registrou um Boletim de Ocorrência na Delegacia dos Direitos Humanos, que deve acompanhar o caso, além da Delegacia de Feminicídio, através do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP).

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Bee 40tona

Você vai curtir!