Angelica Ross explica por que ela não consegue assistir “Pose”: ” É muito, muito difícil para mim”

Angelica Ross não está diminuindo seus esforços para mudar a indústria. Nos últimos meses, a estrela de “Pose” criticou repetidamente Hollywood – incluindo seus ex-colegas – por esnobar a comunidade LGBTQIA+ negra. Agora Ross está discutindo por que ela está atrás de “maus atores” e refletindo sobre as experiências que tornaram a série de Ryan Murphy difícil de assistir novamente.

“Estou orgulhosa do meu trabalho. Fico ainda mais orgulhosa quando penso no que passei para realizá-lo”, disse Ross ao Buzzfeed em uma nova entrevista. E o que ela passou foi um sistema de estúdio projetado em torno de atores cis brancos. “Estou farta de Hollywood e da proteção de maus atores”, continuou ela. “E quando digo maus atores, não estou falando apenas da atuação. Estou falando de pessoas que estão se comportando mal e todos sabem que estão se comportando mal.”

Um dos “maus atores” que Ross confrontou foi sua colega de “American Horror Story: 1984“, Emma Roberts. Enquanto estava no set de gravação da série, Roberts supostamente fez um comentário transfóbico na cara de Ross. Depois de falar publicamente sobre o incidente, Ross acessou o X/Twitter para agradecer a Roberts por ligar para ela para se desculpar.

Revelando mais sobre como foi esse pedido de desculpas, Ross lembrou: “Eu estava tipo, ‘Garota, não faça isso. Você sabe o que estava acontecendo. Se você não quer falar sobre a questão geral de como você está se comportando, então pedir desculpas não vai fazer nada por mim. Eu não sei o que te dizer. Você não está arrependida, apenas lamenta que [a reação] tenha ocorrido ou algo assim. E não foi por isso que mencionei, nem era essa a intenção. Era só eu falando a minha verdade’”.

Por mais experiências difíceis que houvesse nos bastidores, as cenas diante das câmeras também deixaram sua marca em Ross. “Faz anos que não assisto ‘Pose’. Não consigo assistir.” É muito, muito difícil para mim””, revelou ela. “Passei por um processo de luto com isso. Quando você está atuando e tem que passar por uma morte, tanto deitada no chão de um quarto de motel quanto em um caixão, isso te faz pensar nas pessoas que vão aparecer no seu funeral e que nunca apareceram para você na vida real. Pessoas que falam mal de você na vida real, mas podem estar no seu funeral falando [com carinho de você]”.

Até hoje, ela mantém respeito pelo criador de “AHS” e “Pose”, Ryan Murphy, que supostamente a transformou em um fantasma depois que ela apresentou uma ideia para uma temporada de “AHS” liderada por mulheres negras. Mas respeito e responsabilidade não são a mesma coisa. “Nem todos [LGBTs] pertencemos um ao outro. O que nos liga uns aos outros é a responsabilidade. A responsabilidade é o preço de admissão para a comunidade”.

VEJA + NO PHEENO TV

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!

Felipe Sousa

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!

Você vai curtir!