“Morreu apanhando”, diz avó de jovem gay morto após briga com o pai

A Polícia Civil investiga a morte de Gabryel Schneyder Ribeiro Magalhães, 16 anos, em Tianguá, cidade que fica a cinco horas de Fortaleza, no Ceará. Segundo o “R7”, o garoto morreu após uma discussão com o pai, na quarta-feira (20/12).

Em um post no Facebook, Aurelidia Ramos, avó materna do adolescente, escreveu que o neto sofria frequentes agressões físicas e psicológicas. “Não precisava de tantas agressões físicas e psicológica morreu apanhando”, disse a avó. Em outra publicação ela pede perdão por “não ter chegado a tempo”.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), a polícia ouviu os parentes do adolescente que confirmaram que ele passou mal após um conflito familiar. Gabryel foi socorrido para uma unidade de saúde, mas não resistiu. Ainda segundo a pasta, o corpo não apresentava sinais aparentes de violência e foi encaminhado para exames periciais na sede da Perícia Forense do Ceará (Pefoce). O resultado ainda não foi concluído.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!