Líderes mulçumanos de Gana culpam a população LGBT+ pela Covid-19

A fé “a favor” do preconceito!

Convocando os ganenses a orarem pelos infectados pela Covid-19 e pelos que estão em quarentena ou isolamento por causa da doença, a Missão Muçulmana de Gana disse que as pessoas LGBTs são “abomináveis” e os culpa pela pandemia da doença.

Embora esse fosse um momento de orar pela “intervenção de Alá contra o coronavírus”, a Missão Muçulmana de Gana não perdeu a oportunidade de culpar as pessoas LGBTs pela crise global causada pelo novo coronavírus.

“É importante que reconheçamos nossos pecados contra o mundo, especialmente os atos mais abomináveis, como a homossexualidade, lesbianismo e pessoas trans”, disseram os líderes religiosos da Missão Muçulmana ganesa.

Arrepender-se pelo “pecado da homossexualidade, lesbianismo e transgêneros trará misericórdia e intervenção de Alá para combater a pandemia em Gana e no resto do mundo”, acrescentou a organização islâmica.

Na semana passada Osamanu Sharubutu, autoridade religiosa muçulmana mais alta do país e membro do Conselho Nacional da Paz de Gana, usou seu discurso nacional sobre o novo coronavírus para chamar as pessoas LGBTs de “demoníacas”. A população de Gana participou de um ato religioso: dois dias de jejum e oração nesta semana, quarta e quinta-feira, por insistência do presidente de Gana.

Em pronunciamento nacional através de uma transmissão on-line direto de sua casa, depois que o presidente do Gana proibiu as reuniões habituais em mesquitas, casamentos e outras reuniões, Osamanu pediu que os frascos de desinfetantes para as mãos fossem colocados fora das mesquitas também e, estranhamente, pediu que o presidente proibisse as reuniões de das pessoas LGBTs.

Sharubutu disse que é “demoníaco” e “vergonhoso” que o povo muçulmano se envolva em atividades sexuais LGBTs. “O Todo-Poderoso Deus criou a mulher para um homem e vice-versa. Peço a todos que não se entreguem a isso”, disse o religioso. Gana ainda tem leis da era colonial que proíbem o relacionamento homossexual.

Arquiteto, DJ, VJ, Produtor de Eventos e redator colaborador de conteúdos sobre diversidade LGBTI+ do portal Pheeno.com.br! #MandaAssunto