“Profissão Repórter” mostrará espera de pessoas trans por tratamentos médicos

Desde o início da pandemia do novo coronavírus, o acesso de pessoas trans aos procedimentos médicos de transição de gênero foi impactado. O Profissão Repórter desta terça-feira (17/08) vai mostrar histórias de pessoas que, sem a possibilidade de realizar cirurgias em hospitais credenciados, arriscam suas vidas em clínicas clandestinas.

O repórter Pedro Borges, por exemplo, acompanha a saga de Beatriz Moraes, que visitou o Centro de Referência e Treinamento para pessoas trans, em São Paulo, na busca por um implante de silicone pelo SUS, mas recebeu a notícia de que nenhum hospital cadastrado estava realizando o procedimento.

Valentina Saluz, mulher trans brasileira, reside na França, mas escolheu uma clínica particular em São Paulo para fazer as cirurgias de feminização facial e o implante de próteses mamarias. A decisão se deu pela qualidade dos médicos locais e para estar mais próxima da família e dos amigos. Assista ao programa nesta terça-feira (17), depois de Ilha de Ferro.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!