Promotora do DF compartilha cartazes nazistas e fez postagens com teor LGBTfóbico e racista

A promotora Marya Olímpia Ribeiro Pacheco publicou sete postagens com imagens de cartazes nazistas e mensagens de apoio a Adolf Hitler. As publicações foram feitas na página pessoal da servidora pública do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) e divulgadas pelo site Congresso em Foco.

Marya já havia ficado conhecida por ter arquivado a denúncia contra um professor que prometia a chamada “cura gay”, além de compartilhar diversas publicações com teor LGBTfóbicos e racistas. Segundo informações do jornal O Globo, todas as postagens de Marya foram feitas no dia 17 de setembro de 2016. Elas ainda constavam na página de Facebook da promotora na manhã desta terça-feira (21/09). No entanto, a servidora restringiu o acesso a seu perfil após a revelação do caso. Entre as postagens de cunho nazista, há exaltações ao Führer (líder, em português) e imagens da suástica.

O Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) informou que abriu, nesta quarta-feira (22/09), uma reclamação disciplinar para apurar a conduta da promotora do Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT). Marya foi notificada para oferecer, no prazo de 10 dias, “as informações que entender pertinentes“. O CNMP disse que “após analisar a resposta da promotora, a Corregedoria Nacional do MP irá decidir que providências serão tomadas“. Já o Ministério Público do DF disse que ainda não foi comunicado sobre a decisão do CNMP.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!