Suprema Corte dos EUA dá vitória a confeiteiro que negou bolo a casal gay

A Suprema Corte dos Estados Unidos concedeu nesta segunda-feira (04/06) uma vitória a um confeiteiro cristão do Estado do Colorado que se recusou a fazer um bolo de casamento a um casal gay por motivos religiosos.

Por um placar de 7 x 2, os juízes discordaram da Comissão de Direitos Civis do Colorado pela maneira como esta tratou das queixas contra Jack Phillips, dizendo que a entidade mostrou hostilidade a uma religião. Ao fazê-lo, a comissão violou os direitos religiosos de Phillips garantidos pela Primeira Emenda da Constituição dos EUA. Mas a corte não emitiu um veredicto definitivo sobre as circunstâncias nas quais as pessoas podem pedir isenções de leis antidiscriminação com base em suas crenças religiosas.

A comissão havia dito que Phillips havia violado a lei antidiscriminação do Colorado, que proíbe qualquer empresa de recusar serviços com base em raça, sexo, estado civil ou orientação sexual, ao rejeitar a encomenda do casal gay formado por David Mullins e Charlie Craig em 2012. Dos 50 Estados norte-americanos, 21 têm leis antidiscriminação que protegem os gays, incluindo o Colorado.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!