Sikêra Júnior, da Rede TV, é condenado a pagar R$ 30 mil de indenização a Viviany Beleboni por transfobia

Foto: Reprodução/Rede TV

Sikêra Júnior, da RedeTV, foi condenado a pagar R$ 30 mil de indenização para a modelo trans Viviany Beleboni. Ele associou, de maneira errônea, a imagem de Beleboni a um crime cometido cometido por um casal de mulheres lésbicas.

“Isto é um ‘lixo’, uma ‘bosta’, ‘raça desgraçada’”, afirmou o apresentador. Posteriormente ele defendeu-se no processo dizendo que não quis compará-la às assassinas e que “apenas emitiu opinião sobre movimentos que, como a Parada Gay e seus adeptos, tratam com chacota os símbolos do cristianismo”, afirmou.

Sikêra fez referência ao episódio que tornou Viviany famosa, quando, em 2015, ela representou Jesus Cristo crucificado em uma encenação durante a Parada do Orgulho LGBTQ+ de São Paulo.

Viviany Beleboni na Paradada de SP em 2015 (Foto: Reprodução/Internet)

Em sua decisão, o juiz Sidney da Silva Braga afirmou que ficou demonstrado que Sikêra se utilizou da transexualidade e da imagem da modelo para associá-la à prática de um crime. “O fato de a autora ser artista reconhecida não autoriza que possa ter sua imagem exposta sem autorização e ser chamada de ‘raça desgraçada’ em contexto de crítica à prática de um crime que com ela não tem qualquer relação”, disse na sentença.

VEJA + NO PHEENO TV

Thiago Araujo é editor-chefe e criador do Pheeno! Referência no cenário pop LGBTQIA+ nacional, o carioca de 30 anos é jornalista e empresário do ramo do entretenimento, além de agitar as pistas como DJ mundo afora!