Clientes quebram garrafas de bebida em depósito do Rio Grande do Sul após sofrerem homofobia no local

A Polícia Civil de Bagé, na Fronteira Oeste, investiga uma confusão ocorrida na noite de domingo (10/04) em uma distribuidora de bebidas em Lavras do Sul, na Região Central do Rio Grande do Sul. Imagens da câmera de segurança do local mostram duas mulheres agredindo homens que estavam no estabelecimento e quebrando garrafas de bebida. Com informações do G1.

Em depoimento à polícia, as duas mulheres alegaram que foram vítimas de homofobia dentro da loja, e que funcionários do estabelecimento teriam incitado a discriminação. Elas registraram boletim de ocorrência. “Num primeiro momento, elas foram comprar cerveja e ouviram ‘piadinhas’ de cunho homofóbico, e isso foi se acirrando, foi aumentando a intensidade, digamos assim, até um ponto onde cruzou para as vias de fato. E, num segundo momento, para um dano cometido no interior do estabelecimento“, descreve o delegado André de Matos Mendes, ao G1.

Tauã Munhos Rodrigues, proprietário da loja, também registrou boletim de ocorrência pelo dano causado no local. Segundo ele, que não estava no estabelecimento durante a confusão, o prejuízo é de mais de R$ 15 mil. Ele conta que foram quebradas cerca de 350 garrafas de cerveja, vinho, vodca e espumante, além de portas de refrigeradores. “Elas queriam imagens das câmeras, acredito que para apresentar à polícia. Eu já estava deitado naquele horário, e como os funcionários disseram que só conseguiriam autorização no dia seguinte, elas voltaram para quebrar tudo. Até agora, ninguém me procurou para arcar com os custos“, diz Tauã. De acordo com o delegado, a polícia deve ouvir testemunhas para apurar a situação em que a confusão aconteceu.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!