“É meu modo de viver, amar e existir”, diz Camila Pitanga sobre bissexualidade

Camila Pitanga comentou sobre a sua bissexualidade, em conversa com a revista Claudia. Na ocasião, as pessoas passaram a questionar a sexualidade da atriz nas redes sociais após Camila encerrar seu relaciomaneto com a artesã Beatriz Coelho e assumir um romance com o professor de Filosofia, Patrick Pessoa.

Agora, mais do que nunca, fomos convocados a não abrir mão da liberdade, seja a minha, a de quem me cerca, seja a de quem pensa diferente de mim. Quando pessoas acham que têm autoridade para serem preconceituosas, sem pudor, a gente não pode recuar. Não dá para abrir espaço para o obscurantismo e o julgamento dos outros. Nada como ter a idade que tenho para entender que a minha vida ou quem eu amo não tem a ver com o outro. Não se trata de um panfleto ou lição de moral para ninguém. É só o meu modo de viver, de amar e existir. Se respeitarmos um ao outro, teremos uma vida mais interessante, mais plural“, disse a atriz.

Por fim, Camila revelou que se sente ainda mais conectada com seus próprios desejos. “Trilho uma trajetória de maturidade e envelhecimento com saúde, amor próprio e aceitação de fissuras e medos. Hoje, encaro meus passos em falso com leveza e compreensão mais amorosa do que antes; eu era uma general comigo mesma.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!