ONG quer devolver sorriso a mulher trans que teve dente quebrado por homem em São Paulo

Uma ONG quer devolver o sorriso à mulher transexual que teve o dente quebrado por um homem, na última quinta-feira (09/06), na Zona Sul de São Paulo. O caso repercutiu depois que o vídeo que mostra o agressor dando socos no rosto de Priscyla Rodrigues viralizou na internet.

Ele destruiu o meu sorriso“, disse à vítima, que é garota de programa, em entrevista ao G1. Priscyla ainda teve hematomas na face, pernas e braços e alegou que o agressor fraturou seu nariz. Ela e outras trans que trabalham com prostituição na região o acusam de transfobia. Outro vídeo mostra o que seria o mesmo homem jogando água numa outra colega que trabalha com ela na rua. Agora, a Polícia Civil investiga o caso inicialmente como lesão corporal. E analisa as imagens para tentar identificá-lo. 

Foram essas cenas de violência e a declaração de Priscyla lamentando a perda do seu sorriso que sensibilizaram dentistas voluntários da Turma do Bem. A ONG procurou o ativista LGBTQIAP+ Agripino Magalhães para falar com Priscyla. “A gente ficou chocado vendo as imagens da agressão contra Priscyla e entramos em contato com ela. Na semana que vem vamos conversar mais. Acreditamos que em dois meses ela terá seu dente e sorriso que tanto quer de volta”, falou nesta sexta-feira (10/08) ao G1 a cientista social Amanda Monteiro, diretora da Turma do Bem.

A investigação do caso é feita pelo 27º Distrito Policial (DP), no Campo Belo. Quem tiver informações sobre o agressor, pode telefonar para o Disque-Denúncia pelo número 181. Não é preciso se identificar. A Secretaria da Segurança Pública (SSP) orienta outras vítimas do mesmo homem a procurarem a delegacia da região para denunciá-lo.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!