Deputada propõe multa de R$ 320 a homens que se masturbarem

Jessica Farrar, uma advogada filiada ao partido democrata, fez uma inusitada proposta de lei para multar em 100 dólares (R$ 312) homens americanos pela prática da masturbação. O curioso projeto foi criado para ironizar as dificuldades enfrentadas pelas mulheres no acesso aos serviços de saúde, bem como lançar luz sobre as leis que restringem os direitos reprodutivos femininos.

Ela argumenta que o objetivo da lei é proteger crianças que ainda estão por ser geradas. A lei quer proibir “todas as ejaculações fora da vagina de uma mulher ou criadas fora de uma instalação médica ou de saúde”. Quem for pego burlando a regra teria de pagar uma multa de US$ 100. Se um homem ejacula sozinho, por exemplo, pela masturbação, isso seria considerado um “ato contra uma criança que ainda não nasceu”.

Jessica apresentou o projeto de lei número 4260 na semana passada. Ela sabe que ele nunca sairá do papel. E é pouco provável que vá muito longe antes de ser derrubado. Mas ela argumenta que sua proposta não é mais extrema do que as leis que restringem os direitos de mulheres que eventualmente optariam pela interrupção de uma gravidez no Estado do Texas. “Se estamos adotando essas medidas por causa da ‘santidade da vida’, então nós não podemos desperdiçar nenhuma semente.”

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!