Homem é espancado em terminal de ônibus do ES; mãe acredita em homofobia

Um auxiliar de serviços gerais, de 33 anos, foi espancando dentro do banheiro do Terminal de Laranjeiras, na Serra, no Espírito Santo, na noite de terça-feira (12/02). O suspeito fugiu do local do crime e ainda não foi encontrado. A família acredita que o rapaz foi vítima de homofobia. A Polícia Civil investiga o caso.

De acordo com a mãe da vítima, o filho voltava do trabalho e estava indo para casa quando decidiu entrar no banheiro do terminal. Lá dentro, segundo ela, o agressor acusou o rapaz de estar olhando para ele enquanto urinava. “Ele (agressor) muito nervoso falou ‘você está me olhando, você é um gay’. Quando ele virou, ele deu uma coronhada na cabeça dele. Ele desmaiou e ali foi pancada em cima de pancada. Machucou muito ele”, disse em entrevista ao G1.

A vítima teve muitos ferimentos na cabeça e no rosto, e continua internada no hospital Jayme Santos Neves. O estado de saúde dele é estável e a previsão é de que receba alta nesta quinta-feira (14/02). “Ele está muito machucado. A cabeça dele pocada, costurada, o rosto muito inchado, e fora o trauma emocional, que é o pior. O machucado pode sarar, mas e a cabeça desse menino, como vai ficar daqui para diante?”, concluiu a mãe.

Agora, a família pede por justiça. “Meu filho é uma pessoa muito séria, trabalhadora, e todo mundo sabe que ele é uma pessoa muito séria”, afirmou a mãe.

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 22 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!