Pai chicoteia filho de 15 anos nu após descobrir que jovem usava o Grindr

Um pai de 40 anos chicoteou o próprio filho mais de 20 vezes com um cabo de TV após descobrir que o jovem de apenas 15 anos usava o aplicativo de relacionamentos gay, Grindr. O caso aconteceu em setembro do ano passado em Plymouth, condado de Devon, na Inglaterra, mas só foi revelado agora pela mídia local.

Segundo informações do jornal Plymouth Herald, o pai, que não teve sua identidade revelada, teria pedido para que o filho tirasse toda a roupas antes das agressões. Com o pedaço de fio nas mãos, ele chicoteou o jovem várias vezes em todo o corpo, principalmente no braço, gerando lesões e rompimentos na pele.

O agressor bem que tentou argumentar que a agressão não teve motivos homofóbicos. Mas o juiz responsável pelo caso não concordou. O juiz, no entanto, não concordou. “Você perguntou a ele sobre fotos de rapazes em seu telefone e gritou, ‘você é gay’ e ‘você é uma mulher’. Você gritou, ‘o que é isso no meio de suas pernas?“, lembrou. “Você bateu nele várias vezes, umas 20 vezes, com o cabo de televisão. Você causou a ele ‘muita dor’”, continuou. “Não tenho dúvida de que parte da razão pela qual você ficou com raiva é que viu um material que você achava que indicava que ele era bissexual“.

Enquanto ele batia no filho, o réu continuava a fazer perguntas”, disse Francesca Whebell, do Crown Prosecution Service. “O filho só conseguiu escapar depois de pedir um copo d’água. Em vez disso, pegou seu uniforme escolar e fugiu do local, trocando de roupa antes da aula”, explicou Fracesca. O réu se declarou culpado de causar danos corporais e foi condenado a 18 meses de prisão.

VEJA + NO PHEENO TV

Felipe é redator do Pheeno! Focado em explorar cada vez mais a comunicação em tempos de redes sociais, o carioca de 25 anos divide seu tempo entre o trabalho e a faculdade de jornalismo, sempre deixando espaço para o melhor da noite carioca!